Começou. O desafio foi lançado!

Todos estão reunidos para aquela resenha de praxe. Entretanto existe um objeto que cisma em ter mais distração do que as boas ideias, como um buraco negro do momento presente. Componente eletrônico que parece fazer parte corpo, como se fosse uma extensão do cérebro.

As conversas rolam, mas vira e mexe ondas cerebrais são enviadas para a manutenção de um vício moderno.

Se você for desafiado, quanto tempo consegue ficar sem olhar seu celular? Quantos segredos existem nele que não podem ser compartilhados?

Imagine um acordo coletivo, em que todos fossem obrigados a expor suas conversas do whatsapp ou os directs do Instagram. Seria como se uns pudessem ler a mente dos outros.

Convenhamos, todos temos fatos íntimos ou algo que possa ser interpretado de forma diferente do que realmente é. Possibilidade de namoros, amizades e casamentos se desfazerem ou entrarem em crise.

Acho melhor deixarmos essa ideia para lá. Vamos manter a resenha com cerveja e nossos pequenos segredos do cotidiano.


Autor: Leandro Telles
Istagram: leandro_tellescritos

Deixe uma resposta